quarta-feira, 17 de março de 2010

MISTAGOGIA MOTIVACIONAL: UMA PROPOSTA DE METODOLOGIA CATEQUÉTICA INCULTURADA Conclusão

Conclusão

A catequese é educação, este trabalho quis contribuir nesse processo educacional através de uma metodologia que considere as disposições do catequizando, as suas motivações mais profundas advindas da cultura na qual este mesmo catequizando vive. Nesse processo não se perde de vista a objetividade do Mistério no qual acontece a comunhão e é o princípio da participação comunitária.

O Mistério é o objeto da catequese e a missão do catequista é conduzir os catequizandos a imergirem-se nesse Mistério. A Mistagogia introduz o catequizando na linguagem simbólico-sacamental e procura transmitir o conteúdo do Mistério de forma orgânica e sistemática.

A metodologia catequética mistagógica-motivacional parte das interrogações que surgem da disposição pessoal do catequizando e que o estimulam a um justo desejo de transformar a vida a luz do Evangelho. A Mistagogia Motivacional faz a conexão entre a natureza humana com suas aspirações e o Mistério do Amor de Deus que satisfaz plenamente o coração humano.

Neste trabalho procuramos em primeiro lugar construir uma meta-metodologia, isto é, uma metodologia para construir outras metodologias. Buscar um princípio meta-metodológico comum ao Mistério e à motivação humana e a partir desse princípio estabelecer a Mistagogia Motivacional que auxilie na introdução do catequizando no Mistério.

Deduzimos por este trabalho que o Amor como Entrega é o princípio meta-metodológico presente no Mistério e na motivação humana.

O princípio meta-metodológico do amor como Entrega, presente na Revelação de Deus na História, é o princípio norteador de toda a Pedagogia Divina, constitui o princípio básico de todo estilo de comportamento motivacional, fonte da alegria do catequista na transmissão da fé, a base da socialização e da formação da disposição pessoal, princípio da inculturação do Evangelho e é a essência do Mistério de Deus revelado em Jesus Cristo. Entrega, enfim, que une as fases do itinerário mistagógico, os acontecimentos salvíficos, a memória ritual destes e a vivência dos ritos pelo fiel.

Tendo o princípio meta-metodológico traçamos os princípios da Mistagogia Motivacional:

1º Conhecer o Mistério Revelado;

2º Conhecimento da própria disposição pessoal pelo catequista e do estilo de comportamento motivacional;

3º Conhecer a disposição pessoal do catequizando e seu estilo de comportamento motivacional;

4º Comunicação do Mistério a partir das disposições pessoais e da motivação destas numa perspectiva inculturada;

5º Vivência do Mistério em Igreja.

A Mistagogia Motivacional procura enfim, a partir do princípio meta-motivacional do amor como Entrega possibilitar ao catequista uma visão orgânica do Mistério e propiciar o encontro do catequizando com Deus a partir de suas aspirações mais profundas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário